02171  matéria(s) localizada(s) . Exibindo página 7  
14/9/2022
MONARQUISMO PATRIOTA
Acadêmico: José Renato Nalini

Alguns dos brasileiros mais lúcidos e amantes da Pátria brasileira eram monarquistas.
14/9/2022
CONSTITUCIONALIZAÇÃO EXCESSIVA
Acadêmico: José Renato Nalini

Quando se acusa o Judiciário de ser ativista, esquece-se de que ele – em regra – só age quando provocado.
13/9/2022
CONFIAR NA JUSTIÇA ESTRANGEIRA
Acadêmico: José Renato Nalini

A esperança é o crescimento de ações judiciais, processos administrativos, inquéritos e ações investigatórias sobre o maltrato ao ambiente, principalmente com recursos a Cortes Internacionais.
12/9/2022
A DEMOCRACIA É INDEFESA
Acadêmico: José Renato Nalini

Fácil detectar quais são os detratores da vida democrática. Os que trocam o diálogo pela arma.
12/9/2022
A DOR QUE FICOU
Acadêmico: Gabriel Chalita

Há algo em mim que ensaia alguma esperança. Há amores que nascem na maturidade.
11/9/2022
RECUPERAR NASCENTES
Acadêmico: José Renato Nalini

Matas ciliares se chamam assim porque são associadas aos cílios
11/9/2022
SÃO PAULO E SEU CENTRO VIVO
Acadêmico: José Renato Nalini

É uma questão de bom senso. Não é normal que alguém queira morar na rua. Quando isso parece ocorrer, a questão é de saúde mental.
11/9/2022
ELIZABETH 2ª FOI ÍCONE PARA MÃES QUE VIAM NELA O SÍMBOLO DE UMA GRANDE MULHER
Acadêmico: Betty Milan

Sempre imaginei que a rainha era imortal, mas me enganei; o tempo passa para todos
10/9/2022
VAMOS MELHORAR A CIDADE?
Acadêmico: José Renato Nalini

Tudo seria mais prático, eficaz e menos dispendioso se as eleições fossem realizadas com utilização dos mobiles.
9/9/2022
LAGOS QUE SALVAM
Acadêmico: José Renato Nalini

Os lagos também absorvem gás carbônico em quantidade muito maior do que se imaginava.
9/9/2022
COMO AS CIDADES PERDEM DINHEIRO?
Acadêmico: José Renato Nalini

A cidadania tem obrigação de fiscalizar a conduta de quem se elegeu para representar o povo nos cargos de mando e direção.
9/9/2022
SETEMBRO BRANCO
Acadêmico: Michel Temer

Que a comemoração do bicentenário da independência tenha um novo grito, o grito do diálogo. É hora de um pacto nacional.
8/9/2022
DUZENTOS ANOS DEPOIS…
Acadêmico: José Renato Nalini

Hoje, a noção de independência é outra. O que existe é uma consistente interdependência.
8/9/2022
O PIOR AGOSTO PARA A AMAZÔNIA
Acadêmico: José Renato Nalini

O agosto com mais queimadas, desde 2010, foi este de 2022. Foram registrados 33.116 focos.
7/9/2022
AGOSTO AZIAGO
Acadêmico: José Renato Nalini

Por que isso? Porque no dia 22 de agosto de 22, a Amazônia registrava mais queimadas do que o fatídico “dia do fogo”.
7/9/2022
INTERDEPENDÊNCIA E VIDA
Acadêmico: José Renato Nalini

A celebração do 7 de setembro deveria insistir na implementação da democracia participativ e exigir compostura de quem quer que seja remunerado com dinheiro público.
6/9/2022
É POSSÍVEL SER INDEPENDENTE?
Acadêmico: José Renato Nalini

Como é viável existir sem que o Estado nos acorrente com sua burocracia, com os seus tributos, com a sua presença exauriente de nossas capacidades?
5/9/2022
FESTEJAR, NÃO PROVOCAR
Acadêmico: José Renato Nalini

É justificado o temor de que o irascível grupo dos que se sentem perseguidos pelo Judiciário queiram mostrar seu poderio armamentista em 7 de setembro.
5/9/2022
O “FURACÃO DJAMILA” CHEGA NA ACADEMIA PAULISTA DE LETRAS
Cerimônia de posse na Academia Paulista de Letras foi marcada por simbologia e emoção. POR BRENNO TARDELLI 04.09.2022
5/9/2022
ONDE FORAM PARAR OS ORADORES?
Acadêmico: José Renato Nalini

Na indigência oratória destes tristes tempos, é bom registrar que o Brasil já teve oradores verdadeiramente magos.
4/9/2022
A POLIVALÊNCIA DE LAFAYETTE
Acadêmico: José Renato Nalini

Lafayette Rodrigues Pereira foi um dos mais festejados civilistas pátrios. Embora sua vocação principal fosse o direito, ele foi influente jornalista.
3/9/2022
A GRANDEZA DE DJAMILA
Acadêmico: Ignácio de Loyola Brandão

Escritora tomou posse na Academia Paulista de Letras, na vaga de Lygia Fagundes Telles
3/9/2022
O QUE FOI 1932
Acadêmico: José Renato Nalini

o intuito da Revolução de 1932 era exclusivamente fazer o Brasil voltar a ter uma Constituição democrática e sair dos tacões da ditadura.
2/9/2022
O HOMEM REVOLTADO
Acadêmico: José Renato Nalini

Quando Albert Camus escreveu esse livro, publicado em 1951, não imaginava que leitores do emblemático ano 2022 encontrariam nele tanta coisa em comum.
1/9/2022
A MÃE NEGRA E O SEU LEGADO
Acadêmico: Betty Milan

Para a revolucionária Luísa Mahin, liberdade era tão importante quanto a vida
 1     2     3     4     5     6     7    8     9   

 10     11     12     13     14     15     16     17     18     19   

 20     21     22     23     24     25     26     27     28     29   

 30     31     32     33     34     35     36     37     38     39   

 40     41     42     43     44     45     46     47     48     49   

 50     51     52     53     54     55     56     57     58     59   

 60     61     62     63     64     65     66     67     68     69   

 70     71     72     73     74     75     76     77     78     79   

 80     81     82     83     84     85     86     87   





 
Largo do Arouche, 312 / 324 • CEP: 01219-000 • São Paulo • SP • Brasil • Telefone: 11 3331-7222 / 3331-7401 / 3331-1562.
Imagem de um cadeado  Política de privacidade.