0182  matéria(s) localizada(s) . Exibindo página 7  
28/10/2016
O SILÊNCIO E AS ELEIÇÕES
Acadêmico: Gabriel Chalita

"O que me leva a votar neste candidato ou naquele ou a não votar? Terá a mídia alguma responsabilidade nessa apatia? Dificilmente boas práticas das gestões públicas são divulgadas. "
23/10/2016
UM DOCE PARA DIGERIR
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Nunca é tarde para escolher outro caminho, para deixar quem merece ser deixado, para dizer a si mesmo que a vida é curta para ser desperdiçada"
21/10/2016
O ÓDIO NA REDE
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Nas discordâncias ideológicas em redes sociais, há agressões inimagináveis. Muitas anônimas. Covardemente anônimas. O ódio ao que ou a quem nem se conhece"
16/10/2016
O PROFESSOR E DRUMMOND
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Sempre há um professor. Este, o professor do Carmo, gostava de poemas, gostava de Drummond. Certa feita, explicava o professor, ele mandou alguns de seus rabiscos para o poeta maior".
14/10/2016
APARECIDA, A FÉ QUE COMOVE
Acadêmico: Gabriel Chalita

" É o Brasil e o mundo que para e olha para a Padroeira. A imagem encontrada por pescadores. A santa que compreende os pecadores. A mãe de Jesus com o título de Aparecida. É uma só"
9/10/2016
FRANCISCO PAI, FRANCISCO FILHO
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Enquanto o padre falava, o Francisco pai, sentado, levava o chapéu até o seu peito. E, vez ou outra, passava a mão na cabeça do seu filho, Francisco. O filho sorria, demonstrando gratidão a Deus por ter um pai assim, santo, imaginava eu."
7/10/2016
A REFORMA DO ENSINO MÉDIO
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Acompanhei com muita atenção a proposta de reforma do ensino médio. Trago algumas reflexões para ajudar o debate."
2/10/2016
MEDO DE AVIÃO
Acadêmico: Gabriel Chalita

" Pessoas são mais importantes que livros, embora os livros nos ajudem a entender as pessoas."
26/9/2016
MINHA MÃE É UMA ESTRELA
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Aprendi a chorar contido para não incomodar ainda mais e para estar pronto para ajudá-la."
18/9/2016
RAZÕES PARA SER FELIZ
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Quem entende o tempo? Seria melhor entender? Seria melhor se soubéssemos, hoje, o que aconteceria amanhã?"
11/9/2016
O AMOR E AS IMPERFEIÇÕES
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Há pais que sonham com filhos perfeitos. Que não erram jamais. Que não demonstram nenhuma fragilidade."
4/9/2016
UM POUCO DE LUCIDEZ
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Numa destemperança de adultos, uma criança trouxe luz"
28/8/2016
UM RIO DE POSSIBILIDADES
Acadêmico: Gabriel Chalita

"O Rio das letras, das artes, das paixões. Quantos poetas aqui se inspiraram. Quantos cantores se alimentaram de amanhãs, extasiados com a "princesinha do mar". "
29/6/2016
ELE É IMPORTANTE?
Acadêmico: Gabriel Chalita

" O fato é que os verdadeiros amigos se revelam nos momentos de infelicidade, nos momentos em que a vida nos faz experimentar as quedas, nos momentos em que, mesmo não sendo “importantes”, temos importância."
26/6/2016
SAUDADE DE MIM
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Não temos a máquina que nos faz voltar no tempo para arrumar as coisas nem a máquina que nos permite ver o que será o futuro."
17/6/2016
FALA COM SANTO ANTÔNIO
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Pessoas estavam ali para rezar, para fazer seus pedidos, para buscar a paciência que acalma as ansiedades"
12/6/2016
NAMORAR, VERBO BOM DE CONJUGAR
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Não sei se há um amor à primeira vista ou se há desejo que vai se transformando em amor com o namoro, com o conhecimento. Não sei se há um amor maior, um namoro que foi muito melhor do que os outros ou se as comparações já são, em si, ruins."
10/6/2016
UMA VISITA INDESEJADA
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Ruth tem uma conhecida que, ao menos uma vez por semana, aparece para visitá-los. Quando ela chega, os que estão em casa se acomodam na cadeira e respiram fundo. A visita é sempre portadora de notícia ruim. "
5/6/2016
DOR DE ALMA
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Não dói o útero, dói a alma" - foi o que disse a jovem vítima de um estupro coletivo no Rio de Janeiro.
27/5/2016
SOBRE A HIPOCRISIA E OUTRAS MALDADES
Acadêmico: Gabriel Chalita

"O que se faz a um amigo se faz por convicção, não por esperar reconhecimento. Mas, certamente, na ciranda dos afetos, é preciso que se aprenda a agradecer."
27/5/2016
UMA FLOR NO IMPOSSÍVEL CHÃO
Acadêmico: Gabriel Chalita

"Um aluno, então, proclamou: "E o mundo vai ver uma flor brotar do impossível chão". Ela quis saber o significado. Ele disse "Eu sou o impossível chão". Ela ouviu atenta. Relatos de dor precisam de cumplicidade. ​Uma flor brotou naquela sala. A flor do conhecimento e do sabor. Jovens desabrochando para a vida. Quantas batalhas terão de enfrentar"
27/5/2016
UMA CARTA DE MARIA
Acadêmico: Gabriel Chalita

"O que sei é que sua carta me trouxe uma certa nostalgia. Recuperei por algum tempo o valor das esperas. Não terei pressa em responder. Farei com vagar. Costurarei o manto com o qual gostaria de aquecê-la, nas terras onde meu pai nasceu. Quantas cartas eu escrevi ao meu pai? Muitas. Tenho algumas comigo. Em cada viagem, eu aquecia a saudade escrevendo para ele. E para minha mãe. Isso não faz muito tempo."
18/5/2016
NOSSA SENHORA DE FÁTIMA
Acadêmico: Gabriel Chalita

"A humanidade seria mais bonita se os valores dos pastores e das crianças, do cuidar e do ser simples, prevalecessem. Ouvir a voz do pastor e olhar para o alto para compreender onde moram os sinais. E para o alto dedicar a vida. 13 de maio, dia de Nossa Senhora de Fátima. Vale a pena pensar, rezar, fazer. "
18/5/2016
O FUTURO DO MEU FILHO
Acadêmico: Gabriel Chalita

Em artigo publicado no jornal Diário de S.Paulo dia 15 de maio, Gabriel Chalita escreve sobre relações familiares e recomeços.
8/5/2016
CANÇÃO PARA MINHA MÃE
Acadêmico: Gabriel Chalita

“Mãe, na partitura da minha vida, a letra mais iluminada é a sua. Canto a canção da saudade e da gratidão. A canção do amor. O amor que permitiu que eu nele acreditasse".
 1     2     3     4     5     6     7    8   





 
Largo do Arouche, 312 / 324 • CEP: 01219-000 • São Paulo • SP • Brasil • Telefone: 11 3331-7222 / 3331-7401 / 3331-1562.
Imagem de um cadeado  Política de privacidade.