030  matéria(s) localizada(s) . Exibindo página 1  
20/9/2019
O ANTES SEM O DEPOIS
Acadêmico: José de Souza Martins

Lula e Bolsonaro parecem diferentes, mas ambos são o eterno retorno ao mesmo, teimoso traço de nosso processo político, a reprodução sem inovação, Sísifo no esforço inútil de subir a difícil montanha da história.
13/9/2019
QUATRO BARRAS DE CHOCOLATE
Acadêmico: José de Souza Martins

"Um mundo com suas próprias leis e regras, seus capitães do mato para proteger os interesses anticapitalistas que florescem à beira do precipício da ordem."
5/7/2019
JULHO, TEMPO DE REVOLUÇÃO
Acadêmico: José de Souza Martins

"Aquela não era uma revolução paulista. No inquérito policial-militar, soldados de outras regiões do País disseram ter vindo combater greves operárias na capital paulista, de intuito separatista. Era falso."
28/6/2019
FEMINICÍDIO NA INTIMIDADE
Acadêmico: José de Souza Martins

"Em mais de uma ocasião tentou matar os enteados também. A última tentativa foi contra mim."
28/6/2019
FEMINICÍDIO NA INTIMIDADE
Acadêmico: José de Souza Martins

Era uma boa pessoa. Trabalhador, não bebia, não fumava, que esse era o estereótipo das pessoas honradas. Analfabeto, caipira de quatro costados, com fortes traços mamelucos, tampouco se adaptou à fábrica. Na cultura caipira, era um erudito.
21/6/2019
NOSSA ECONOMIA DUAL
Acadêmico: José de Souza Martins

"O declínio da economia dual a partir dos anos 1960 desencadeou um ciclo de rupturas em nosso processo histórico com a progressão acumulativa de problemas econômicos e sociais e seus desdobramentos políticos."
14/6/2019
NAÇÃO EM FUNERAL
Acadêmico: José de Souza Martins

"É um alívio saber que nos últimos anos a taxa da violência letal foi atenuada no Sudeste, no Centro-oeste e no meio Norte."
20/7/2018
1932: INDÚSTRIA E CIÊNCIA
Acadêmico: José de Souza Martins

"A Revolução de 1932 foi um corajoso ato para desatar os nós da República que 1930 não desatava. Os porta-vozes do atraso acham que a Revolução de julho foi um movimento separatista. Não sabem que S. Paulo era um estado industrializado e o da indústria mais promissora."
13/4/2018
SAGRAÇÃO DO SUBÚRBIO
Acadêmico: José de Souza Martins

"Aos mortos restam as missas fúnebres por eles, e não para eles, para implorar do Todo Poderoso o alívio das penas a que estão sujeitos todos os pecadores."
27/9/2017
OS GESTOS E AS INSTITUIÇÕES
Acadêmico: José de Souza Martins

"O tempo passa e, ao mudarmos de situação social, os constrangimentos vão nos ensinando as condutas adequadas às nossas novas e diferentes circunstâncias. Como para Lula, e para mim, as circunstâncias que não são do nosso mundo nem da nossa classe e do nosso modo originário de compreender e viver em sociedade. Cada nova circunstância pedindo a ressocialização do trabalhador."
19/9/2017
2018 A.D
Acadêmico: José de Souza Martins

Como vota o brasileiro? José de Souza Martins faz uma análise do teatro eleitoral por vir.
28/8/2017
A REPÚBLICA MINIMALISTA
Acadêmico: José de Souza Martins

O chocho debate sobre a reforma política é dominado por políticos que advogam pela forma oligárquica da reforma. Os que notoriamente não a querem senão para assegurar-se a permanência no poder. É mais um debate em favor da oculta monarquia de régulos de província que domina até hoje o poder político do País, tenha a forma que tiver. Se for de direita, estão lá. Se for de esquerda, estão lá também.
18/8/2017
VELHICE DE MENOS
Acadêmico: José de Souza Martins

"A verdade é que ser velho é cada vez mais complicado num país como o nosso. "
11/8/2017
NOS CONFINS DO HUMANO
Acadêmico: José de Souza Martins

"O desaparecimento dos correspondentes locais dos grandes jornais suprimiu nossa prontidão para conhecer a saga do vivido. Privou-nos da atenção decisiva para os fatos do Brasil profundo. Isso empobreceu nosso imaginário."
30/6/2017
O POVO MERAMENTE HIPOTÉTICO
Acadêmico: José de Souza Martins

"Votamos em máscaras. Embora haja exceções, nas campanhas eleitorais os políticos nos bajulam, mentem, fingem, sem a menor vergonha, para conseguir o nosso voto."
3/3/2017
A GUERRA DAS PAREDES
Acadêmico: José de Souza Martins

"Os grafiteiros não são inimigos da cidade. Nossos grafiteiros são inspiradores de arte em outros países."
4/12/2016
O PAÍS DO AVESSO
Acadêmico: José de Souza Martins

Os acontecimentos políticos dos últimos meses e, particularmente, dos últimos dias nos indicam que o carrancismo da República Velha persiste e insiste.
1/12/2016
O PAPA E A ANEDOTA
Acadêmico: José de Souza Martins

"Tudo indica que o apreço de Bento XVI pelas anedotas tem muito de apelo a uma contracultura do riso na vida cotidiana, que contraste, criticamente, com a banalização de tudo, até mesmo da religião e da fé."
27/11/2016
RÓTULO EM BRANCO
Acadêmico: José de Souza Martins

A esquerda não tem feito o esforço de traduzir em teoria a realidade social do país, e prefere copiar experiências que não são nossas.
30/10/2016
RESPEITO DE FACHADA
Acadêmico: José de Souza Martins

"No Brasil, somos apaixonados nas manifestações contra racismo, contra homossexualidade, contra mulher, mas não temos a honestidade coletiva de reconhecer que somos radicalmente contra o direito à diferença e não colocamos sob ângulo crítico o nosso imaginário discriminante. "
16/10/2016
REVELAÇÕES DAS URNAS
Acadêmico: José de Souza Martins

"Se, por um lado, a derrota do PT na região do ABC não se explica pelos precários parâmetros de compreensão do processo político que o partido adota, tampouco explica o elenco de vitórias em pequenos municípios espalhados pelo Brasil."
2/10/2016
QUESTÕES EM BRANCO
Acadêmico: José de Souza Martins

"Quem nos ensinará a língua do encontro na hora cinzenta do nosso desencontro? Qual português? O de Machado de Assis e das exatidões gramaticais e não o da nossa inexatidão verbal ou o de Guimarães Rosa e dos nossos avessos, do que somos não sendo?"
20/9/2016
PAGA QUEM NÃO PODE
Acadêmico: José de Souza Martins

"Elas sabem que sobra, cada vez mais, mais mês no fim do salário, sábio e realista argumento que ouvi mais de uma vez nos bairros operários de São Paulo em diferentes ocasiões."
2/9/2016
OS BICHOS DE CONFIANÇA NA ARCA DE NOÉ
Acadêmico: José de Souza Martins

Em artigo publicado no dia da posse de Lula, o acadêmico José de Souza Martins mostra, em forma de fábula, o que é governar e faz previsões sobre o primeiro e último dia de governo que merecem ser relidas nesse momento em que o PT deixa o poder.
21/8/2016
O PÊNDULO DAS GERAÇÕES
Acadêmico: José de Souza Martins

"O movimento da escola sem partido é expressão do quadro confuso. Nele se manifestam todos os que temem uma alteração radical nos atuais valores de referência na formação das novas gerações. "
 1    2   





 
Largo do Arouche, 312 / 324 • CEP: 01219-000 • São Paulo • SP • Brasil • Telefone: 11 3331-7222 / 3331-7401 / 3331-1562.
Imagem de um cadeado  Política de privacidade.